terça-feira, 24 de novembro de 2009

A história das Pin Ups parte 4!


Betty Page, a Pin-up Miss Mundo



Bettie Page, 85 anos, símbolo das pin-ups nos anos 50, morreu nessa quinta-feira em Los Angeles, às 18h41, vítima de uma forte pneumonia. A ex-modelo estava internada na UTI há três semanas em decorrência de uma ataque cardíaco. Há cerca de uma semana, ela sofreu outro enfarte e estava em coma. Bettie Page, uma secretária que virou modelo, é considerada uma das pioneiras da revolução sexual nos anos 60. Ela atraiu atenção com fotografias sensuais, que viraram pôsteres por todos os Estados Unidos. Quem gosta do símbolo pin-up, reconhece Bettie como a mais famosa pin-up da história. Evangélica convertida, ela não se deixava fotografar desde os anos 90.




Betty Mae Page nasceu em 1923, em Nashville, Tennessee. Sendo a segunda de seis filhos de uma família muito pobre. O divórcio de seus pais, o beberrão Walter Roy Page e Edna Mae Pirtle (dizem que ela era a encarnação do demônio), quando tinha dez anos fez com que ela e duas de suas irmãs fossem enviadas para um orfanato e ali ficassem durante alguns anos.


Betty Mae Page nasceu em 1923, em Nashville, Tennessee. Sendo a segunda de seis filhos de uma família muito pobre. O divórcio de seus pais, o beberrão Walter Roy Page e Edna Mae Pirtle (dizem que ela era a encarnação do demônio), quando tinha dez anos fez com que ela e duas de suas irmãs fossem enviadas para um orfanato e ali ficassem durante alguns anos.

Betty ainda criança, aos seis anos.



Desde jovem, Bettie mostrava grande interesse pelo cinema e a vida de modelo, chegando a ser a coordenadora do grupo de Arte Dramática da sua escola em seus anos de adolescência que não foram nada fáceis. Em 1943, aos vinte anos, casou-se com Billy Neal, e mudaram para San Francisco, lugar onde lhe ofereceram o primeiro trabalho como modelo. Bettie divorciou-se em 1947 e mudou-se para Coney Island, onde conheceu Jerry Tibbs em 1950. Ele era um fotógrafo amador que fez as primeiras fotos de Bettie como "pin-up".





Betty aos 23 anos, ainda trabalhando como secretária.


Bettie ficou famosa rapidamente e foi capa de várias publicações populares da época como Eyeful, Beauty Parade ou Wink. Em 1955 recebeu o título de A Miss Pinup Girl do Mundo (título nunca mais outorgado a ninguém) e em janeiro do mesmo ano ano converteu-se na Playmate do mês de janeiro da recém nascida revista Playboy, cujo director, Hugh Hefner, se converteu num dos maiores benfeitores de Bettie até os dias atuais.




Os fotógrafos Irving Klaw e Bunny Yeager transformaram-na no maior ícone sadomasoquista já existente. Em 1958, depois de casar-se com Armand Walterson, Bettie desapareceu da vida pública por uma razão ainda hoje desconhecida; alguns dizem que foi por causa do casamento com Walterson outros que foi ameaçada pelo então presidente do Senado Carey Estes Kefauver que era contrário aquele tipo de fotografia feita por Irving Klaw.



O que se sabe é que poucos meses após seu casamento com Walterson, Bettie converteu-se numa devota religiosa cristã. De paradeiro desconhecido atualmente, não gosta de ser fotografada, a última foi feita em 2003 depois de muita insistência dos fotógrafos. Duas controvertidas biografias não autorizadas são "best-sellers" na gringolândia. Também não costuma dar muitas entrevistas; uma delas, em 1962, foi o motivo do seu divórcio de Walterson.



Betty nas gravações do filme sobre sua vida, The Notorious Bettie Page. Ela não gostou nem um pouco do resultado do filme.



Betty aos 81 anos., Esta foi a última foto tirada de Betty. Dizem que ela não gosta mais de ser fotografada.


A beleza de Betty e uma das muitas tattoos de seu retrato. Betty Page virou febre entre os admiradores das tattoos sobre pin-ups.



Produtos sobre Betty também viraram febre.



Desenhos de Betty da década de 50

Desenhos atuais. Artista: Armando Huerta

Essa história das pin ups foi tirada de um outro blog,um de tattos,o blog do zen,eu achei a história mais próxima da realidade pois preferi não escrever sobre meus conhecimentos,mas tirando a parte de que pin ups eram figuras pornográficas, o resto está dentro dos parâmetros, e que fique claro que a cultura pin up, idealiza a sensualidade feminina com um toque de inocência de garota juvenil ,com atitude e elegância,sendo as adeptas ao estilo ,aquelas nas quais acreditam na feminilidade da mulher vintage ou retrô,tentando usar coisas rebuscadas sem ser bitolada. Futuramente vou tentar descolar uma entrevista aqui pro blog de alguma pin up de hoje e que entenda das coisas!












4 comentários:

Letícia disse...

Oii
Aqui em Curitiba o unico lugar que sei que vende produtos granado é a farmacia valdomiro pereira na rua westphalen perto da praça rui barbosa!
=]
beijos

***Calcinha Fru-Fru*** disse...

Essa Betty realmente era muito linda! Muito legal a história dela!

Beijokas

My Cherry Space disse...

Oieee, seja bem vinda ao My Cherry Space! :)
Gostamos muito da idéia de um outro post de overdose de cerejas! Obrigada pela sugestão e com certeza vamos usar algumas coisas do seu post sim!!!
Bjão
Ah! Já estam os seguindo por aqui! Voltaremos sempre!
Renata

Shampoo Azul - http://shampooazul.blogspot.com disse...

Oi, acabei achando seu blog,e é claro que adorei
estou seguindo,ook?
beijos

http://www.shampooazul.blogspot.com/

Cherries and Peppers: